terça-feira, 6 de março de 2012

Mártires Felizes


“...e ele (Jesus) começou a ensiná-los, dizendo:  ‘Bem-aventurados os perseguidos por causa da justiça, pois deles é o Reino dos céus. Bem-aventurados serão vocês quando, por minha causa os insultarem, perseguirem e levantarem todo tipo de calúnia contra vocês. Alegrem-se e regozijem-se, porque grande é a recompensa de vocês nos céus, pois da mesma forma perseguiram os profetas que viveram antes de vocês’. Mateus 5:2, 10-12

E ele (Jesus) lhes responde: “...Mas receberão poder quando o Espírito Santo descer sobre vocês, e serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra". Atos 1:8

A palavra Testemunha em At 1:8 em grego significa mártire. Isso me lembra do seguinte episódio com o mártire cristão Policárpio de Esmirna.

"De novo o juiz insistiu, dizendo-lhe que jurasse pelo imperador e maldissesse a Cristo ficaria livre. Mas Policarpo respondeu: Vivi oitenta e seis anos servindo-lhe, e nenhum mal me fez. Como hei de maldizer a meu rei, que me salvou?"

Ante a firmeza do ançião, o juíz ordenou que Policarpo fosse queimado vivo e toda a população saiu a apanhar ramos para preparar a fogueira.


Atado já em meio a fogueira, e quando estavam a ponto de acender o fogo, Policarpo elevou os olhos ao céu e orou em voz alta: Senhor Deus Soberano (...) dou-te graça, porque me consideraste digno deste momento, para que, junto a teus mártires, eu possa ser parte do cálice de Cristo (...) Por isso te bendigo a te glorifico. (...) Amém.


Assim entregou a vida aquele bispo ancião quem anos antes, quando ainda era jovem, o ancião Inácio havia dado conselhos acerca de seu trabalho pastoral e exemplo de firmeza em meio à perseguição".
Fonte: A era dos Mártires de Justo Gonzales, pág 70, 71 e 72.

Por isso, digo, baseado em Atos 1:8, que só é possível ser testemunha, mártir e suportar toda e qualquer perseguição, calúnia, insulto, maldade por causa de Cristo e a sua justiça (Mt 5:10-12) com o coração cheio do Espírito Santo de Jesus. Isso é ser feliz. E isso é extremamente contra-cultura mundana.

E nós, como reagimos diante de todo sofrimento gerado por causa da justiça do Reino de Deus?

Pense nisso!

Em Cristo, aquele que deu sua vida voluntariamente na cruz por causa da justiça do Reino de Deus

Jairo Filho

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Viva de mãos abertas




  ‎"Ou quem primeiro deu a ele para que lhe venha a ser restituído? Porque dele, e por meio dele, e para ele são todas as coisas. A ele, pois, a glória eternamente. Amém!" Romanos 11:35

"Quem primeiro me deu a mim, para que eu haja de retribuir-lhe? 
Pois o que está debaixo de todos os céus é meu". Jó 41:11

O verdadeiro discípulo de Jesus vive de mãos abertas.

(1) Mão aberta porque o solo da palma da mão não produz nada por si mesma.

(2) Mão aberta para receber todas as dádivas de Deus. Crente não vive de conquista; vive das Dádiva de Deus em Cristo.

(3) Mão aberta para não ser possuído pela "egolatria". Mão aberta para a liberdade do desprendimento de repartir, compartilhar, doar, servir o PÃO NOSSO de cada dia que é providenciado e doado pelo PAI NOSSO para ser doado aos necessitados.

(4) Mão aberta para ser mordomo de uma consciência de que não é dona de nada. Quem vive de mão aberta jamais exigirá de Deus "restitui, me dá de volta o que é meu". Quando Deus quiser tirar de nós, devolveremos com renúncia e ações de graças para a glória de Deus, o dono de nossas vidas. Para quem vive em Cristo não perdas, há consagração. As mãos abertas são elevadas aos céus em adoração que diz: "...o SENHOR o deu e o SENHOR o tomou; bendito seja o nome do SENHOR!" Jó 1:21.

É fácil escrever isso. Dificil é viver de mãos abertas.


VIVA DE MÃOS ABERTAS.

Pensei nisso!

Em Cristo, que morreu na cruz de braços e mãos abertas como a dádiva de Deus para todos nós

Jairo Filho
Related Posts with Thumbnails